Como dar entrada no seguro-desemprego

O seguro-desemprego é uma das coisas que assessoram os profissionais quando eles perdem o seu trabalho.

Com essas parcelas, essas pessoas podem manter-se pagando as contas, ou ao menos algumas, e procurar novas colocações.

Porém, não basta que a pessoa que está desempregada peça o seguro-desemprego: existe um trâmite que inclui documentação. Além disso, apenas trabalhadores com perfil específico podem requisitar esse benefício.

As pessoas a quem esse seguro-desemprego pode ser pago são as que não têm nenhum outro benefício, tal como a pensão por morte, além de ter sido mandado embora sem ser por justa causa.

Também é necessário que os trabalhadores possam provar que receberam salário por certa quantidade de meses antes de terem sido dispensados.

O Ministério do Trabalho só concede o benefício depois que toda a documentação dos trabalhadores foi avaliada.

Como se agenda para requisitar o seguro-desemprego?

seguro-desempregoUm exemplo é o Poupatempo, que atende no Estado de São Paulo: os trabalhadores que se encaixam nas exigências para pedir seguro-desemprego podem procurar um dos seus postos para fazer o agendamento seguro desemprego.

No nível nacional, pode-se fazer o agendamento através do Sistema Nacional de Empregos (SINE).

É preciso levar os documentos profissionais e os pessoais e pedir para agendar; se o cidadão conseguir o telefone de atendimento, pode tentar fazer o agendamento via telefone.

A Caixa Econômica Federal é mais uma das instituições onde o seguro-desemprego pode ser requisitado. Não é preciso que o indivíduo seja correntista: qualquer um pode procurar a agência mais próxima e, com os devidos documentos, pedir o benefício.

Também existe a Delegacia Regional do Trabalho.

Como localizar esses postos de agendamento?

O Poupatempo, por exemplo, é encontrado por meio da página https://www.poupatempo.sp.gov.br/.

Deve-se clicar em “agendamento” e procurar o benefício trabalhista; se ele não estiver constando, a pessoa pode ir ao Poupatempo da sua cidade ou da sua região e perguntar diretamente no balcão.

Para achar o Sistema Nacional de Empregos, não existe especificamente um site, mas as páginas de cada governo estadual podem ter um link direcionado a esse serviço; apesar disso, a melhor forma de agendar o seguro-desemprego é ir ao SINE pessoalmente.

Talvez o local onde é mais fácil de agendar o benefício e mais simples de achar seja a Caixa Econômica Federal, pois as agências são numerosas em todo o Brasil.

Além de se poder fazer o agendamento nesse banco, existe uma facilidade importante, que é a de os funcionários poderem ajudar quando a solicitação tem algum problema.

A Delegacia Regional do Trabalho é outra instituição de nível nacional e os trabalhadores podem saber dela e do agendamento para o seguro-desemprego usando o http://trabalho.gov.br/drt/.

Documentos requisitados para pedir seguro-desemprego

Para a requisição desse benefício, os trabalhadores precisam mostrar os contracheques dos seus dois últimos pagamentos, além de comprovação de que houve depósito de FGTS.

Também é obrigatório que os trabalhadores levem a sua carteira de trabalho e a via marrom referente à sua comunicação de dispensa.

Qualquer órgão que agende o seguro-desemprego vai pedir o CPF também, além do PIS/PASEP e ainda o Termo de Rescisão de Contrato.

Os profissionais precisarão levar o requerimento de seguro-desemprego e algum dos seus documentos de identidade e todos nos originais.

Quando o seguro-desemprego é concedido, o funcionário do órgão em questão vai comunicar quais serão as datas em que o Ministério do Trablho depositará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *